Você sabia que pode doar o excedente do leite materno?

frasco-de-leite

Algumas mulheres quando estão amamentando produzem um volume de leite além da necessidade do seu bebê, o que possibilita que sejam doadoras de um Banco de Leite Humano(BLH). Através do BLH muitos bebês poderão ser amamentados principalmente os prematuros.

Você sabe quem pode doar ?

De acordo com a legislação que regulamenta o funcionamento dos Bancos de Leite no Brasil (RDC Nº 171) a doadora, além de apresentar excesso de leite, deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente.

Onde doar?

Se você quer doar seu leite entre em contato com um Banco de Leite Humano.
Clique http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=356 e veja o mais próximo de você.

Doe leite materno!

Endereços de bancos de leite humano:

Rio de Janeiro
Banco de Leite Humano
1 – Hospital Central do Exército
Banco de Leite Humano do Hospital Central do Exército
Rua Francisco Manuel, 126 , Triagem
Rio De Janeiro – CEP: 20911-270
Tel.: 21-3891-7364 – Fax: 21-3890-4874
xxxx@xxx.com
2 – Hospital dos Plantadores de Cana
Banco de Leite Humano do Hospital dos Plantadores de Cana
Avenida Dr. José Alves de Azevedo, 337 , Parque Rosário
Campos Dos Goytacazes – CEP: 28025-496
Tel.: 22-2737-7400
seban.hpc@gmail.com
3 – Hospital Estadual Adão Pereira Nunes
Banco de Leite Humano Nutricionista Gilsara do Bonfim Santos
Rodovia Washintgton Luiz, , BR 040 KM 109 , Jardim Primavera
Duque De Caxias – CEP: 25911-970
Tel.: 21-3675-0910
blh.heapn@heapnprosaude.org.br
4 – Hospital Estadual Rocha Faria
Banco de Leite Humano Maria Leonor Inocencio Soares
Avenida Cesário de Melo, 3.215 , Campo Grande
Rio De Janeiro – CEP: 23050-100
Tel.: 21-2333-6795 – Fax: 21-2333-6788
neorocha@ig.br
5 – Hospital Federal dos Servidores do Estado
Banco de Leite Humano do Hospital Federal dos Servidores do Estado
Rua Sacadura Cabral, 178 , 2º andar , Centro
Rio De Janeiro – CEP: 20221-161
Tel.: 21-2291-3131 – Fax: 21-2516-1539
tqpires@hotmail.com
6 – Hospital Maternidade Alexander Fleming
Banco de Leite Humano do Hospital Maternidade Alexander Fleming
Rua Jorge Schimidt, 331 , Marechal Hermes
Rio De Janeiro – CEP: 21610-645
Tel.: 21-3111-6241 – Fax: 21-2489-8329
seal.58@hotmail.com
7 – Hospital Maternidade Carmela Dutra
Banco de Leite Humano do Hospital Maternidade Carmela Dutra
Rua Aquidabã, 1.037 , Lins de Vasconcelos
Rio De Janeiro – CEP: 20720-292
Tel.: 21-3111-6625 – Fax: 21-3111-6763
hmatcdutra@rio.rj.gov.br
8 – Hospital Maternidade de Nova Friburgo
Banco de Leite Humano do Hospital Maternidade de Nova Friburgo
Travessa Antônio Fernandes Moreira, 12 , Centro
Nova Friburgo – CEP: 28610-410
Tel.: 22-2522-9345 – Fax: 22-2522-9345
bancodeleitehmnf@hotmail.com
9 – Hospital Maternidade Fernando Magalhães
Banco de Leite Humano Zuleika Nunes de Alencar
Rua General José Cristino, 87 , São Cristóvão
Rio De Janeiro – CEP: 20921-400
Tel.: 21-3878-2327 – Fax: 21-2580-1132
hmfm.nutricao@gmail.com
10 – Hospital Maternidade Herculano Pinheiro
Banco de Leite Humano do Hospital Maternidade Herculano Pinheiro
Avenida Ministro Edgar Romero, 276 , Madureira
Rio De Janeiro – CEP: 20211-360
Tel.: 21-2458-8607 – Fax: 21-2458-8618
armada.monica@gmail.com
11 – Hospital Municipal Lourenço Jorge/Maternidade Leila Diniz
Banco de Leite Humano da Maternidade Leila Diniz
Av. Ayrton Senna, 2.000 , Barra da Tijuca
Rio De Janeiro – CEP: 22793-000
Tel.: 21-3111-4930
ana-pasm@hotmail.com
12 – Hospital São João Batista
Banco de Leite Humano do Hospital São João Batista
Rua Nossa Senhora das Graças, 235 , Colina
Volta Redonda – CEP: 27253-610
Tel.: 0800-2820092 / 24-3339-4242 – Fax: 24-3342-4030
sah@hsjb.org.br
13 – Hospital Unimed Petrópolis
Banco de Leite Humano do Hospital Unimed Petropólis
Rua dos Expedicionários, 144 , Bingen
Petropolis – CEP: 25660-290
Tel.: 24-2291-9700 – Fax: 24-2246-0566
bancodeleite@unimedpetropolis.com.br
14 – Hospital Universitário Antonio Pedro
Banco de Leite Humano Profa. Heloísa Helena Laxe de Paula
Rua Marques de Paraná, 303 , Centro
Niteroi – CEP: 24033-900
Tel.: 21-2629-9234
bancodeleite@huap.uff.br
15 – Hospital Universitário Pedro Ernesto
Banco de Leite Humano do Núcleo Perinatal
Rua Manuel de Abreu, 500 , 3 andar , Vila Isabel
Rio De Janeiro – CEP: 20550-170
Tel.: 21-2868-8208 – Fax: 21-8688-4511
abilenegouvea@uol.com.br
BLH referência para o estado
16 – Instituto Nac. de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolesc. Fernandes Figueira
Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira
Av. Rui Barbosa, 716 , Térreo , Flamengo
Rio De Janeiro – CEP: 22250-020
Tel.: 0800-0268877 / 21-2554-1703
franz@fiocruz.br
17 – Maternidade Escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Banco de Leite Humano da Maternidade Escola da UFRJ
Rua das Laranjeiras, 180 , Laranjeiras
Rio De Janeiro – CEP: 22240-001
Tel.: 21-2285-7935 – Fax: 21-2205-9064
vaniatrinta@globo.com
Posto de Coleta
1 – Banco de Leite Humano do Hospital Central do Exército
PCLH HCE
Rua Francisco Manuel, 126 , Triagem
Rio De Janeiro – CEP: 20911-270
Tel.: 21-3891-7364
blhhce@hotmail.com
2 – Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira
Posto de Coleta de Leite Humano de Teresópolis
Avenida Lúcio Meira, 1.130 , 2º andar , Várzea
Teresopolis – CEP: 25953-009
Tel.: 21-2742-8674 – Fax: 21-2742-8674
pclhtere@gmail.com
3 – Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira
PCLH – Maternidade Maria Amélia Buargue de Holanda
Rua Moncorvo Filho, , Centro
Rio De Janeiro – CEP: 20211-340
Tel.: 21-2252-3416
carla-navarrete@osisas.org.br
4 – Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira
PCLH do BNDES
Av. República do Chile, 100 , Centro
Rio De Janeiro – CEP: 20031-170
Tel.: 21-3479-5900 – Fax: 21-2262-6338
5 – Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira
PCLH – Clínica Perinatal Laranjeiras
Rua das Laranjeiras, 445 , Laranjeiras
Rio De Janeiro – CEP: 22240-002
Tel.: 21-2102-2369
lactario.laranjeiras@perinatal.com.br
Anúncios

Por que incentivar a mastigação do bebê?

mastigacaobebe

Desde cedo devemos incentivar a mastigação do bebê mesmo que ele não tenha dente, pois estimula a movimentação da face.

A mastigação também favorece a digestão e auxilia também na degustação. Quanto mais cedo a criança começa a sentir os sabores  com calma dificilmente será um adulto com dificuldade de se adaptar a novos alimentos. Existe inclusive uma associação entre mastigar mal e obesidade.

A contração muscular na região da boca serve de estímulos à liberação de substancias responsável pela sensação de saciedade. O contato dos ingredientes com toda cavidade oral facilita o envio de sinais à área do cérebro que controla a fome.

Quando for preparar a papa do bebê evite liquidificar e passar na peneira, amasse no garfo mesmo que o bebê não tenha dente, os alimentos devem ser bem macios e amassados se tornem um purê. Portanto tenha paciência e não se desespere quando seu filho mastiga a comida e cospe pra fora alguma coisa. Continue estimulando-o coloque também pouco alimento na colher e espere-o mastigar, evite também de introduzir liquido com comida.

Por que a dor nos seios ao amamentar?

19-05-11_05_2005_ALIMENTACAO_Dez motivos para amamentar

Se durante a mamada os seios começam a doer é sinal de que algo pode está errado na amamentação. A causa mais comum de dor é a pega (encaixa da boca do bebê e o peito) errada do bebê. Veja como está a pega e corrija se for o caso.

Outros motivos podem fazer com que os seios estejam doendo na hora de dar de mamar.

  • O reflexo da “descida” (ejeção)

Algumas mulheres sentem dor nos seios quando eles estão enchendo antes da próxima mamada. O reflexo da descida, também conhecido como reflexo da ejeção do leite, é provocado pela ação do hormônio ocitocina.

A ocitocina estimula a mama a drenar o leite. Nos primeiros dias após o parto, esse hormônio é liberado em resposta à sucção do bebê.

O reflexo da descida é diferente de mãe para mãe. Algumas sentem um leve formigamento, outras  sentem  dor, outras muita pressão e tem mulheres que não sentem nada.

2)Produção excessiva de leite

Algumas mulheres que produzem leite em excesso sentem uma dor aguda no seio após amamentar.Se você tem leite excedente pode doar seu leite para um Banco de Leite Materno (BLM)

3)Candidíase

A candidíase é uma infecção por fungo que é transmitida da boca do bebê (o sapinho) para os seus seios. Se o fungo da cândida entrar nos ductos de leite, a amamentação poderá se tornar dolorosa. Ao contrário da dor da descida, que é rápida, a da candidíase persiste durante toda a mamada, e costuma piorar depois dela.

Para resolver o problema, é preciso tomar remédios, tratando ao mesmo tempo mãe, bebê e pai (porque a cândida pode ser transmitida sexualmente também). Entre os sintomas estão mamilos doloridos, com coceira, rachados, avermelhados ou que ardem.

4) Ingurgitamento

O ingurgitamento acontece quando as células produtoras de leite  são distendidas demais ,fazendo com que a descida do leite seja muito dolorosa e difícil. Em alguns casos o peito fica muito empedrado. Algumas mulheres sentem até calafrios e dor no corpo, nesse caso peça auxilio ao medico.

Você pode nesse caso fazer uma massagem leve retirar os primeiros jatos e se o seio estiver mais amolecido pode colocar o bebê para mamar.

5) Mastite ou ductos bloqueados

A mastite além das características do ingurgitamento provoca  o entupimento dos ductos e causar febre de mais de 38º. C.Nesse caso massageie a mama de forma que vá da aréola até a parte final da mama ,caso encontre algum nódulo pressione levemente com os dois dedos ( indicador e médio).Veja se aos poucos o leite comece a descer e a mama esteja mais flácida. Faça compressas alternando a temperatura morna e fria e despreze esse leite.

6)Ordenha inadequada do leite através de bombinha

As bombinhas manuais também se utilizam de uma peça de sucção, mas é você quem tira o leite ao apertar um mecanismo ou uma manivela, em vez de contar com a pressão feita através de um equipamento elétrico.

Em média, leva-se de 15 a 45 minutos para esvaziar os dois lados.  Como as bombas tentam imitar os movimentos de sucção do bebê o manejo errado dela pode machucar o seio ,inclusive o bico. Procure ver através do manual se está fazendo a coisa certa, Caso não esteja corrige-a.

7)Sutiã de tamanho ou modelo errado

O sutiã deve estar confortável e com alças largas e bojo adequado de forma que deixe as mamas à vontade. Quando for comprar  o sutiã avalie a costura lateral ,pois tem que estar nas costelas, e não nos seios, e a parte que abriga as mamas não pode comprimi-las. Não use sutiãs com ferrinhos enquanto estiver amamentando.

8)Displasia mamária

Algumas mulheres sofrem com esse problema, caracterizado por muitos nódulos nos seios e causar sensibilidade e dor.

O que é preciso para doar meu leite?

6e574148-9fdc-4a52-b688-18345629198

CONFIRA O PASSO A PASSO:

1º) É necessário esterilizar o vidro onde será colocado o leite

– Escolha um frasco de vidro com tampa plástica, pode ser de café solúvel ou maionese;
– Retire o rótulo e o papelão que fica sob a tampa e lave com água e sabão, enxaguando bem;
– Em seguida coloque em uma panela o vidro e a tampa e cubra com água, deixando ferver por 15 minutos (conte o tempo a partir do início da fervura);
– Escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo;
– Deixe escorrer a água do frasco e da tampa. Não enxugue;
– Você  poderá usar quando estiver seco.

2º) É necessário se preparar para retirar o leite materno?

– O leite deve ser retirado depois que o bebê mamar ou quando as mamas estiverem muito cheias.

– Ao retirar o leite é importante que você siga algumas recomendações que fazem parte da garantia de qualidade do leite humano distribuído aos bebês hospitalizados:
1- Escolha um lugar limpo, tranquilo e longe de animais;
2- Prenda e cubra os cabelos com uma touca ou lenço;
3- Evite conversar durante a retirada do leite ou utilize uma máscara ou fralda cobrindo o nariz e a boca;
4- Lave as mãos e antebraços com água e sabão e seque em uma toalha limpa.
5- Massageie as mamas com as polpas dos dedos   começando na aréola (parte escura da mama) e, de forma circular,  abrangendo toda mama.

3º) A retirada deve ser preferencialmente feito de forma manual.

– Primeiro coloque os dedos polegar e indicador no local onde começa a aréola (parte escura da mama);
– Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo;
– Comprima suavemente um dedo contra o outro, repetindo esse movimento várias vezes até o leite começar a sair;
– Despreze os primeiros jatos ou gotas e inicie a coleta no frasco.

Se você estiver com dificuldade de retirar seu leite, procure apoio no Banco de Leite Humano mais próximo de você. http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=356

Como guardar o leite retirado para doação?

O frasco com o leite retirado deve ser armazenado no congelador ou freezer.
Na próxima vez que for retirar o leite, utilize outro recipiente esterilizado e ao terminar acrescente este leite no frasco que está no freezer ou congelador.

O leite pode ficar armazenado congelado por até 15 dias.

O leite humano doado, após passar por processo que envolve seleção, classificação e pasteurização, é distribuído com qualidade certificada aos bebês internados em unidades neonatais.

Receitinhas Doula – Caldinho de Carne (a partir de 6 meses)

papinha doce de manga

Caldinho de Carne (a partir de 6 meses)

Ingredientes:

  • 100 gramas de carne magra ( musculo ou peito de frango)
  • 1/2 litro de água
  • 1 cenoura média
  • 1 batata média
  • 1 pedaço de salsão
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de azeite de oliva

Coloque a carne em uma panela com a água e leve ao fogo até ferver. Acrescente as verduras (descascadas, lavadas e cortadas em pedacinhos) e deixe cozinhar até amolecer. Tempere com sal e 1 colher de azeite de oliva. Deixe esfriar e bata tudo no liquidificador antes de servir.